Os pastores dos tempos ordinários

Nestas semanas em que a primavera dá lugar ao verão, muitos celebram as ordenações de novos padres — novos pastores que, nestes dias difíceis, dedicam o restante de suas vidas ao serviço sagrado de Deus e ao povo de Deus. Também é o momento em que outros celebram os aniversários de suas próprias ordenações. Estas ordenações são momentos de grande celebração e regozijo. Mas, não menos dignos de celebração e regozijo são os muitos dias em que essa vocação é vivida com fidelidade de maneira despercebida em tempos ordinários.

Portanto, a todos que celebram suas ordenações nesta época do ano:

Regozijemo-nos com você no grande dia dessas promessas sagradas solenemente feitas. Oramos por você nos dias comuns em que essas promessas sagradas são mantidas silenciosamente.

Regozijemo-nos com você ao celebrar sua primeira missa. Oramos por você quando celebrar sua 6.836ª missa em uma quinta-feira comum, quando o telhado de sua igreja está vazando, o orçamento semanal não fecha e sua agenda diária está superlotada.

Regozijemo-nos com você ao pregar sua primeira homilia para uma congregação ansiosa e orgulhosa. Oramos por você nos domingos comuns quando alguns de nós podem reclamar que sua homilia foi muito longa, muito curta, muito sombria, muito descontraída, muito conservadora, muito liberal — ou, de alguma forma, todas essas coisas ao mesmo tempo.

Regozijemo-nos com você ao conceder suas primeiras bênçãos àqueles que celebram com você. Oramos por você nos dias comuns em que a infidelidade dos outros o sobrecarrega com a cruz de ser amaldiçoado ou zombado por responder ao chamado de Deus para sua vocação sacerdotal.

Regozijemo-nos com seus pais e família enquanto estão ao seu lado neste momento feliz. Oramos por eles nos dias comuns em que as muitas demandas de sua família paroquial podem impedi-los de estar presentes em momentos importantes em suas próprias vidas.

Regozijemo-nos com você quando receber a notícia de sua primeira atribuição com expectativa ansiosa. Oramos por você nos dias comuns em que você descobre que deve deixar uma família paroquial que aprendeu a amar para seguir em frente com uma nova atribuição.

Regozijemo-nos com você quando receber novos membros na Igreja através da graça do Batismo. Oramos por você nos dias comuns em que você lamenta por aqueles que deixam a Igreja e procura atraí-los de volta com palavras de encorajamento e compreensão.

Regozijemo-nos com você quando estiver no centro de fotos de família felizes nos casamentos que presenciar. Oramos por você nas noites comuns em que casais com problemas derramarão sua tristeza a você e você orará por palavras de sabedoria para guiá-los.

Regozijemo-nos com você e sua primeira família paroquial ao celebrar a glória das temporadas de Natal e Páscoa juntos, unidos na alegria pela primeira vez. Oramos por você nos dias comuns em que vocês e eles estão unidos na tristeza quando a tragédia de qualquer tipo acontece e você é chamado para lamentar e confortar ao mesmo tempo.

Regozijemo-nos com você quando for agradecido e celebrado em seu aniversário nos anos futuros. Oramos por você nos outros 364 dias comuns do ano quando, talvez sem agradecimentos, você orará por nós, arrumará tempo para um homem perturbado em necessidade, confortará uma mulher que lamenta a perda de um filho, dirá algo com amor corajoso que poucos querem ouvir, participará de mais uma reunião improdutiva ou controversa e, mais de uma vez, atenderá seu telefone no meio da noite.

Obrigado por dizer esse sagrado “Eu sou” e “Eu faço” que fazem aquele grande “sim” no dia de sua ordenação. E obrigado por todos os dias comuns que virão, quando você dirá “sim” repetidamente ao viver as vidas de bons pastores à luz e sombras dos tempos ordinários.

Que Deus os abençoe.

____________________________________________________________________________________

Autor: Lucia A. Silecchia

Lucia A. Silecchia é professora de direito na Faculdade Católica das Américas. 

Fonte: Catholic Digest

Traduzido por Caio Caetano – Membro da Rede de Missão Campus Fidei.

0 0 votos
O que você achou?
Assinar
Notifição de
0 Comentários
Feedbacks online
Ver todos os comentários
0
Deixe seu comentário no post!x
Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.