Curando-se de Términos de Relacionamentos: um Guia Prático

Relacionamentos de namoro só podem terminar de duas maneiras: casar-se ou romper-se. Talvez você recentemente tenha experimentado a segunda opção. Como podemos lidar com rompimentos e ter tempo para realmente se curar? Quer você tenha sido a pessoa que terminou ou quem levou o pé na bunda, no final, sempre haverá decepção. Louve a Deus pela esperança e entusiasmo que sentimos quando começamos um relacionamento, mas quando tudo termina, essa esperança às vezes se torna desesperança. Talvez você esteja se perguntando “O que eu faço agora?” Vamos começar por aí.

1. Vá direto ao Senhor

Depois que meu primeiro relacionamento mais longo terminou, eu estava tão brava. Furiosa com meu recente ex-namorado, com os homens em geral e com o próprio Jesus. Evitei rezar por muito tempo, mas a oração era a solução para meus problemas! Se você está com raiva de Jesus, diga a Ele! Ele pode aguentar. Ele quer recebê-lo em suas dores. Em um momento em que você se sente solitário, não comece se isolando de Jesus. Ele está buscando você e quer usar esse sofrimento como um caminho para a redenção! Falo mais sobre isso adiante.

2. Envolva os seus melhores amigos o mais rápido possível

Quem é o seu melhor amigo? Essa é a pessoa que você deseja que te acompanhe nos tempos difíceis, então permita que ela te acompanhe agora. Envolva seus melhores amigos imediatamente, mesmo se você estiver esperando para espalhar a notícia do término para outras pessoas. Minha melhor amiga em todo o mundo uma vez se esgueirou para dentro da casa da minha fraternidade para deixar presentes intencionais no meu quarto todos os dias por uma semana após um término. Seus melhores amigos e parentes próximos são as únicas pessoas que podem te amar da maneira única que você precisa ser amado nesta época. Você é incrível e forte, mas também foi feito para a comunhão. Agora não é hora de cair na armadilha da autossuficiência. Você é feito para o amor! E especialmente se você está se sentindo não escolhido, rejeitado, magoado … Deixe que os outros te amem. Deixe o Senhor te amar.

3. Rompa a “cegueira”

Você já ouviu a frase “o amor é cego?” Quando refletimos sobre relacionamentos anteriores, às vezes percebemos problemas que não éramos capazes de ver antes, como se fôssemos cegos, porque estávamos tão presos nas emoções do que pensávamos ser amor. É bom refletir sobre isso agora para nos ajudar a crescer para relacionamentos futuros. O que poderia ter causado isso? Uma causa comum de cegueira nos relacionamentos é a experiência da luxúria. Você sabia que o sexo e atos sexuais íntimos fazem você, cientificamente, pensar menos criticamente sobre seu parceiro? Isso é ótimo, mas no contexto adequado. Dentro de um matrimônio, ser menos crítico com seu cônjuge é apenas um grande benefício do sexo, permitindo-lhes prosperar nessa vocação permanente. No entanto, para um casal de namorados, o objetivo do relacionamento é discernir a possibilidade de casamento. Aqui, os padrões para nosso parceiro devem ser elevados, não reduzidos. Como esse casal vai determinar se eles são chamados ao casamento quando sua visão está nublada pela luxúria que afeta sua própria neurociência? Depois de uma separação, eles podem se perguntar: “O que deu errado?” Eles também podem se sentir usados ​​ou arrependidos depois de se dar tanto fisicamente a outra pessoa. Não sei sua história pessoal, mas a luxúria substituiu o amor, levando à cegueira e a um final inesperado? Não é tarde demais para recomeçar e deixar a clareza que vem com a castidade te levar ao amor autêntico que você deseja.

Talvez você goste de planejar o futuro, assim como eu. Enquanto namorava, você imaginou como poderia ter sido sua vida depois que as coisas XYZ acontecessem, sonhando com um futuro perfeito? Romper a cegueira também significa romper a mentalidade de “o que poderia ser” para chegar ao “o que é”. Depois do término, pode parecer que o mundo virou de cabeça para baixo já que seu futuro foi planejado em torno do seu companheiro. Isso é decepcionante porque essa vida não é mais uma opção e você está preso à realidade. Agora é a oportunidade de voltar ao momento presente, exatamente onde você está, exatamente como você é. Sua vida agora, mesmo na fase de solteiro, tem significado e valor. Existe uma forma que você é chamado para amar e mudar o mundo de uma maneira que só você pode! Quando você vê a verdade de “o que é”, sua própria bondade e propósito, tudo muda.

4. Tire um tempo para sofrer

Bem, é um término, não uma morte. No entanto, você ainda está enfrentando uma perda. Você está fazendo a transição de ter alguém muito presente em sua vida para não o ter de forma alguma, então use o tempo necessário para lamentar essa perda. Apesar de outras pessoas pensarem que você deve superar isso o quanto antes, vá mais devagar. Dar a si mesmo o espaço para a cura agora, deixa efeitos positivos duradouros mais tarde. Se você se pegar voltando para o seu ex como “amigos”, em busca de um “encerramento” ou para não se sentir solitário, você não estará vivendo o luto. Talvez a amizade seja possível no futuro, mas eu encorajo você a esperar até que os dois corações estejam prontos para a próxima etapa (e provavelmente é mais tempo do que você pensa que precisa).

Como é o processo de cura? Após meu próprio término difícil, fui apresentada a um processo/analogia de cura chamado o “U”, que nos convida a unir nosso sofrimento ao do Senhor. Imagine a letra “U”, com o canto superior esquerdo como Sexta-feira da Paixão, onde o Senhor experimentou Sua Paixão (a ferida inicial, o sofrimento e a dor de sua separação). Descendo para a base do “U”, há o Sábado Santo, onde Maria e os apóstolos tiveram que viver em tristeza antes de Jesus voltar (seu próprio processo de luto na oração). Finalmente, chegamos ao canto superior direito do “U” e lá está o Domingo de Páscoa, a Ressurreição, a maior alegria que o mundo já conheceu! Essa é a redenção do seu próprio sofrimento e passado. Uma vez que o Senhor deu a você toda graça que Ele deseja que você receba no Sábado Santo, Ele irá catapultá-lo para a Ressurreição!

5. Alegre-se neste novo estado de solteiro!

Embora sejamos feitos para a comunhão, para o relacionamento e para uma vocação que podemos dar totalmente o dom de nós mesmos, este tempo de solteiro não é uma coisa ruim! É neste exato momento que você pode se redescobrir como um indivíduo e filho ou filha amado do Senhor. Você está na Ressurreição – alegre-se com isso! Agora você está vivendo no “que é”, em vez de “o que poderia ser”. Redescubra a sua alegria ao viver na vontade do Pai! Busque e seja encontrado em virtuosas amizades masculinas e femininas! Se você é uma garota, encontre seu grupo de amigas; se você é um cara, encontre seus melhores amigos. Este tempo de solteiro será muito importante para nossas vocações futuras, então vamos viver no presente e crescer como santos que todos somos chamados a ser!

_____________

Autor: Caroline

Caroline se formou em 2020 pela Universidade do Texas com um bacharelado em Química. Uma verdadeira texana e convertida ao catolicismo, Caroline não teria sonhado em deixar sua amada pós-graduação. Porém, ao conhecer o Culture Project no SLS20, ela sentiu que Deus estava mostrando o que ela nunca soube que precisava. O estilo de vida radicalmente diferente dos missionários que espalham uma mensagem de amor autêntico tornou fácil para Caroline dizer sim para se juntar à família!

Fonte: Culture Project

Traduzido por Angela de Oliveira – Membro da Rede de Missão Campus Fidei, servindo no Núcleo de Comunicação, além de atualmente coordenar o Grupo de Estudo Online Santa Teresa de Calcutá.

5 2 votos
O que você achou?
Assinar
Notifição de
0 Comentários
Feedbacks online
Ver todos os comentários
0
Deixe seu comentário no post!x
Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.